sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Teus olhos sorrateiros na mente
Uma pequena lembrança
Um mágico encanto furtivo
Um disso
Um daquilo
Aquilo que está uma vez ou outra no verso
Um toque a mais de nada
A pequena fuga da forma
Que se faz imagem
A forma que fugiu do tema
A leve pena que sai do tinteiro
E pinga o detalhe no poema
Um novo sorriso teu
E pronto!
Num segundo nós dois no papel.

Um comentário:

Elza Fraga disse...

Vi a sua foto no orkut, estava na minha página entre os amigos e não me contive.
Fui até a sua deixar um recadinho, mas como só tinha recados interessantes procê, resolvi vir até aqui.
Pra dizer o que não disse lá.
Aquela sua foto me deu uma saudade danada dum tempo em que vc e seu irmão eram crianças, a vida morava no sorriso de vocês.
Tão bom ver aquela foto! Tempo bom, boas lembranças.
E gostei dos seus escritos. Parabéns!
Saudades.