quarta-feira, 29 de junho de 2011

Concreto formal e vísceras

De parto a parto
Aparto
 Palavra
Palavra da ideia
Palavra palavra
Parto da palavra
Parto da palavra
Faço palavra
Palavra concreta
Dura
Dura palavra quebrada
Que dura
Dura o tempo do parto
Parto da palavra pesada
Parto para o mundo da palavra quebrada
Parto para a coisa da palavra coisa
A palavra é coisa
Parto
De palavra pesada
Que mexe
Palavra viva que é palavra
Concreta
formal
Vi a palavra pesada
Crescente
viva
Quebrada
Que
Vi rá
Vi
s ce rá
Vi ral
Visceral 

2 comentários:

Marcio Allemand disse...

Gosto de poesias assim.

Maestria disse...

Pariste um belo poema concreto.